quarta-feira, 7 de Março de 2012

Governabilidade no sector da Educação (2)

A deputada Ana Drago referiu ontem no Parlamento que o Ministro da Educação estava a ser falsamente modesto ao dizer que não estava a realizar uma revolução no sistema educativo.

Esta afirmação liga de forma curiosa com um post anterior em que se expunham declarações de dois ex-ministros da Educação que falavam das dificuldades de reformar o setor, e um deles dizia que um futuro ministro que quisesse reformar não o devia anunciar como tal...

Se as palavras da sra. deputada indiciarem que essa reforma está em curso (ainda que não anunciada), seria uma boa notícia.

2 comentários:

  1. Nuno Crato tem falado em mais autonomia, mais autonomia e mais autonomia, mas só vi os comunicados de imprensa - não consegui ler as propostas concretas que já estão a ser debatidas.

    ResponderEliminar
  2. Se não houver mais autonomia não há-de ser portanto por falta de vontade de Nuno Crato.

    Mas na parte que ouvi da última sessão da Comissão de Educação ouvi por exemplo um deputado do PCP a queixar-se que agora iam ter que ser as administrações das escolas a escolher que professores que lá ficavam...

    ResponderEliminar